Making of ELLE em Galinhos-RN

Em 2003 fui convidada para ser assistente do fotógrafo australiano Jeremy Park, em um ensaio fotográfico a ser realizado nas dunas e salinas de Galinhos, no Rio Grande do Norte para a ELLE Licensing. A cliente chinesa Barbara Ng, acompanhada pela produtora cambojana Mimi Puc, completavam o time gringo que, junto ao time brasileiro (Luiza Morandim/assistente de moda, modelos, motoristas e ajudantes locais), passariam duas semanas acordando antes do por do sol, por volta das 3 da manhã, para aproveitar ao máximo toda a luz disponível destas belíssimas locações.

A era analógica já estava com seus dias contados e este ainda foi um ensaio realizado em médio formato, com direito a provas em Polaroid e trocas de rolos de negativo 120 no meio da areia, do sal e do vento - certamente um grande desafio não perder um rolo sequer para uma assistente dividida entre entender o sotaque australiano, chinês e cambojano e traduzir para toda a equipe, e vice versa.

Este trabalho é pra mim inesquecível em tantos aspectos... Desde a cliente que adoeceu durante o processo e precisou ser socorrida às pressas por uma médica local que se comunicou perfeitamente sem falar uma palavra em inglês; passando pela minha estreia com uma pequena câmera digital com a qual fotografei este making of, a pedido do fotógrafo; que também me apresentou pela primeira vez um outro gadget apaixonante com quem me relacionei por muitos anos até a chegada dos smartphones: o iPod. Jeremy é um cara super interessado em música e através do seu iPod ele levou para casa um grande arsenal de música brasileira que fiz questão de carregar em seu pequeno e maravilhoso tocador de música.

Ao voltarmos para São Paulo, revelamos todo o material (ai que saudade dos laboratórios) finalizando a passagem da equipe pelo Brasil. Mas para fechar com chave de ouro, ao receber Barbara em um jantar de despedida em minha casa, a chinesa deixou seus sapatos do lado de fora, como de hábito em sua terra natal. Mas ninguém contava que minha Labradora Tara, na época um bebezão, iria adorar o sabor dos tenis importados e os mastigaria com tanta vontade, a ponto de Barbara ter que ir embora de havaianas nacionais.